7 dicas para superar a crise financeira

7 dicas para superar a crise financeira

Como superar a crise financeira? O passo mais importante para sair da crise financeira é manter a calma e encarar os fatos. Só assim você vai conseguir encontrar as soluções para sair do sufoco.

Com contenção de gastos e o apoio familiar, é possível superar a crise financeira. Pensando nisso, separamos 7 dicas para que você aprenda a economizar e superar a crise financeira.

1 – Calma e racionalidade para tomar decisões

Evite tomar decisões precipitadas e emocionais, especialmente relacionadas à tomada de crédito! Procure e compare as opções de crédito com menor taxa de juros, para que você não se complique ainda mais. Uma boa saída pode ser o Empréstimo Consignado, por exemplo.

2 – Controle é o segredo

Um bom planejamento com todos os compromissos financeiros existentes listados, mesmo os pequenos gastos do dia a dia, é importante. Sabendo quanto você ganha e quanto gasta, você consegue se planejar melhor.

3 – Corte despesas

Evite o quanto puder o consumo de supérfluos. Centralize o dinheiro apenas no que for essencial. Faça uma lista com todas as suas despesas, pois podem ter oportunidades de economia passando despercebidas.

4 – Converse com a família

Esclarecer a atual situação econômica para sua família é fundamental. Tenha uma conversa franca em família e compartilhe com todos da casa a atual situação econômica. O apoio e a conscientização são fundamentais para encarar qualquer tipo de dificuldade que possam encontrar.

5 – Atenção ao cartão de crédito

Cuidado com o cartão de crédito. Ao receber a fatura com as despesas já assumidas, procure fazer o pagamento integral, evitando a utilização do crédito rotativo, que tem a taxa de juros mais alta do mercado.

Procure pelo cartão de crédito com os menores juros, com isso, a chance de entrar em uma bola de neve de dívidas é muito menor.

6 – Esqueça o cheque especial

Esta deve ser sua última alternativa para fechar as contas do mês por seu custo elevado. O cheque especial não pode ser um complemento do salário.

Se precisar de dinheiro, procure outras possibilidades, como o Crédito Consignado que, entre as opções de crédito, possui uma das menores taxas de juros.

7 – Economize no dia a dia

Guarde o quanto puder no dia a dia. Faça comparações e veja se é mais vantajoso fazer refeições dentro ou fora de casa, por exemplo. A mesma economia também deve valer para o consumo de água, luz e gás.

Reaproveite a água para utilizá-la na limpeza da casa. Desligar os aparelhos eletrônicos da tomada quando não estiver usando também ajuda a diminuir os gastos com energia.

8 – Fuja da inadimplência

Se já tiver caído na inadimplência, a dica é renegociar a dívida, buscando prazos maiores e custos menores. Em muitas situações é mais vantajoso tomar um empréstimo para quitar a dívida atual, desde que os juros dele sejam menores.

Busque por uma linha de crédito segura, liberada para negativados e com juros baixos, para sair do sufoco. Uma opção muito válida é o Empréstimo Consignado.


Com pequenas mudanças na rotina é possível economizar e evitar comprometer a saúde financeira da família!