Mercado de franquias: como o crescimento do setor ajuda os empreendedores

Mercado de franquias: como o crescimento do setor ajuda os empreendedores

O mercado de franquias teve um boom a partir dos anos 80 e, desde o primeiro censo realizado há 20 anos pela ABF (Associação Brasileira de Franchising) em conjunto com o Sebrae, o crescimento continua ano após ano, mesmo em meio às várias crises econômicas. 

franchising se tornou um dos principais aliados da economia do país. Ainda de acordo com a ABF, o setor “demonstra consistência e estabilidade mesmo diante de crescimento econômico moderado”. Isso porque as redes de franquias viabilizam novos empreendimentos, lançam inovações no mercado, movimentam a economia e fazem com que a qualidade dos serviços prestados seja cada vez melhor. 

O gerente da rede de franquias da Empresta Bem Melhor, Douglas Andrade, comenta que as facilidades do franchising é um grande diferencial: “Imagine abrir o próprio negócio sem precisar se preocupar com todo o processo de construção. Ter o nome, a marca e os principais processos burocráticos já estabelecidos, além de suporte especializado e diversas outras vantagens. Basicamente, é isso que mais chama atenção para este meio”. 

O que o mercado de franquias tem a oferecer? 

Dentre outras decisões importantes, o empreendedor precisa optar por começar um negócio do zero com sua própria marca ou associar-se à uma empresa já estabelecida no mercado e abrir uma franquia. 

O crescimento do mercado de franquias traz benefícios ao empreendedor, como: 

1 – Melhora na qualidade do suporte ao empreendedor 

Com o aumento da concorrência entre as franqueadoras, as empresas precisam se diferenciar e fornecer cada vez mais suporte para o empreendedor. Ao comprar uma franquia, a empresa dona da marca (a franqueadora) precisa oferecer: treinamento, repasse de know how, plano de negócio, auxílio com escolha de ponto comercial e suportes operacional e estratégico. 

Para atrair empreendedores, as franqueadoras investem cada vez mais em tecnologia, inovação, treinamentos mais dinâmicos e frequentes, além de suporte em questões jurídicas, financeiras e comerciais. 

Com isso, o empreendedor possui mais chances de sucesso no negócio. Vale ressaltar a importância de fazer pesquisas sobre os segmentos mais lucrativos, as empresas mais sérias e conversar com pessoas que já possuem uma franquia para diminuir os riscos do negócio e dar mais base na escolha da franqueadora. 

2 – Maior variedade de segmentos para empreender 

Em todos os segmentos há cases de sucesso e espaço para se empreender. No mercado de franquias não é diferente: há rede de franquias dos serviços e produtos mais básicos, como alimentação, aos mais inovadores, como mercado digital e tecnologia. Ao escolher uma franquia, o empreendedor precisa avaliar 3 pontos principais: 

  • Identificação com o setor: gostar do que faz e ter vínculo com o negócio é o primeiro passo na escolha do empreendimento. Isso porque ninguém entra em um negócio pensando a curto prazo: o plano de negócios é feito para anos de atividade e não há como ter sucesso sem dedicação. 
  • Investimento e lucratividade: outro ponto importante é o investimento total na franquia e a lucratividade mensal. O investimento deve ser coerente com o valor disponível pelo empreendedor, assim como a receita que ele trará. 
  • Suporte e treinamento: uma das principais razões para abrir uma franquia é ter o apoio da rede em todas as etapas do negócio – da abertura à expansão. Por isso, ao entrar no mercado de franquias o empreendedor precisa buscar uma empresa que realmente o ajude a progredir no negócio. 

A variedade de segmentos para abrir uma franquia faz com que o empreendedor possa escolher aquele que faz mais sentido com seus objetivos pessoais e profissionais. 

3 – Várias faixas de investimento e lucratividade 

Independentemente do segmento que escolher, o empreendedor vai se deparar com franquias de todas as faixas de valor. É importante que a franqueadora ofereça um plano de negócios e que o empreendedor não faça nenhum investimento por impulso. A franqueadora precisa mostrar as previsões de custos, faturamento, tempo de retorno de investimento e receita mensal.  Estas informações devem ser claras, além de todos os riscos do negócio e a sazonalidade do mercado. 

4 – Vários modelos de franquias 

É importante saber também que no mercado de franquias há mais de um modelo de empreendimento. A concorrência, a inovação o perfil de empreendedores cada vez mais exigentes fazem com que as empresas diversifiquem o modelo de franquias. Dois modelos de franquia se destacam: 

  • Lojas: seja em ruas movimentadas, shoppings ou quiosques, o nada substitui o contato direto com o cliente. As franquias de lojas geralmente possuem lucratividade maior, além de gerar fidelização e credibilidade com os clientes 
  • E-commerce/Digital: nestes modelos os empreendedores podem fazer parte de uma rede sem precisar de uma estrutura física muito robusta. A sede da franquia pode ser em casa ou em escritórios pequenos. 

Quer ingressar no mercado de franquias? Inove! 

Por existirem muitas oportunidades no mercado, é preciso se diferenciar para ter sucesso. “Para isso, é necessária uma boa pesquisa sobre o público, a concorrência, o ponto comercial e demais fatores estratégicos”, afirma Douglas Andrade. “Inovação é a palavra chave” 

Um outro ponto importante para ingressar no mercado de franquias é a gestão eficaz. É fundamental para o sucesso do negócio acompanhar as métricas do segmento, buscar mais conhecimento e aprendizado, além de entender bem o conceito do negócio. 

Sobre a Empresta 

Especializada em soluções financeiras, a Empresta Bem Melhor é uma rede de franquias presente em 8 estados, além do Distrito Federal. Entre os diferenciais destaca-se o suporte oferecido aos franqueados para se destacarem e criarem estratégias eficazes de expansão. Conheça mais sobre os benefícios da Franquia Empresta neste outro post ou entre em contato com a gente! 

Posts Relacionados