Saiba como funciona a portabilidade do empréstimo consignado

Saiba como funciona a portabilidade do empréstimo consignado

A portabilidade do empréstimo consignado funciona como uma alternativa rápida que oferece a você a possibilidade de transferir este tipo de crédito de um banco a outro sempre que tiver taxas de juros menores. Uma grande vantagem é que ajuda a diminuir o valor das parcelas.

Se ficou interessado e deseja saber mais sobre o assunto continue lendo esse post!

Quem pode fazer a portabilidade do empréstimo consignado? 

Pode solicitar a portabilidade do empréstimo consignado beneficiários do INSS, funcionários públicos, militares das forças armadas e trabalhadores que possuam carteira assinada com um contrato vigente e que tenha alguma forma de crédito em alguma instituição financeira do país.  

Lembrando que, em alguns casos, é necessário respeitar o prazo mínimo de contrato, para depois realizar a solicitação da portabilidade.  

Como funciona?

Como já mencionado anteriormente, a portabilidade do empréstimo consignado funciona de uma forma simples, mas para não ocorrer nenhum prejuízo é preciso ter atenção a cada passo dessa operação.  

Antes de começar os processos para transferência do seu crédito, é bom ter em mente para qual banco será realizada a “transferência”. Para escolher a nova instituição, uma dica é comparar as taxas de juros e CET (Custo Efetivo Total) e outros fatos e, assim, decidir qual a melhor opção.  

Veja a seguir quais passos deve seguir para realizar a portabilidade de empréstimo consignado:  

1º passo: Solicitar as informações do seu contrato de crédito no banco de origem  

Você deve pedir ao banco de origem, onde o crédito foi fornecido, que ele disponibilize o valor total do empréstimo atualizado e outras informações importantes, como o número do contrato e data do último vencimento.  

Além disso, ao solicitar o saldo devedor, você deve informar ao banco que pretende realizar a quitação do empréstimo , assim os juros que não foram pagos não serão contabilizados no valor total da dívida.  

2º passo: A nova instituição realiza a requisição de portabilidade 

Nesse passo, você entrará em contato com o banco para o qual deseja migrar. E, com isso, o novo banco transfere o valor da dívida através do TED para o banco de origem, realizando a quitação do seu empréstimo ou financiamento.  

3º passo: Efetivação da portabilidade de crédito  

A efetivação da portabilidade é consumada após a quitação no banco inicial e a abertura da mesma no novo banco. Com isso, a nova instituição fica responsável pelo seu contrato de crédito.  

Após trocar de banco você continuará a pagar a dívida, porém com uma taxa de juros reduzida e, em alguns casos, uma parcela menor do que no banco de origem. 

   
   

      Portabilidade do consignado sem sair de casa.

    Solicite agora!

Dúvidas frequentes sobre portabilidade do empréstimo consignado 

A portabilidade de empréstimo consignado é um assunto que normalmente gera muitas dúvidas. Por isso, separamos abaixo algumas questões para ajudar você a solucionar boa parte delas. Confira! 

O Banco atual pode negar o meu pedido de portabilidade de empréstimo consignado? 

Não. Todo banco tem como obrigação fornecer no prazo de 1 dia útil todas informações necessárias para a portabilidade de crédito. E também de aceitar o pedido de portabilidade, seja ele consignado ou não.  

Porém, o banco pode apresentar uma contraposta, ficando a seu critério aceitar ou não. Mas, caso ocorra a negativa do seu pedido, você deve realizar uma reclamação na ouvidoria do banco atual ou na ouvidoria do Banco Central. 

É cobrado algum valor para realizar a portabilidade? 

A portabilidade de empréstimo consignado não prevê a cobrança de nenhuma taxa. A exceção nesse caso ocorre para contratos de leasing (onde tem um prazo mínimo no contrato) ou para contratos de imóveis, em que pode ser cobrada uma multa por quebra de contrato.  

Ademais, o único custo da operação, é referente a transferência via TED (transferência eletrônica disponível) mais esse valor deve ficar sobre a responsabilidade do banco, por isso não pode ser repassado para você  

As parcelas vão diminuir? 

A diminuição das parcelas não ocorre na portabilidade, pois a única coisa que pode mudar do contrato original para o novo contrato é a taxa de juros.  

O novo banco pode negar meu pedido? 

Sim. A nova instituição financeira não tem a obrigação de aceitar todo pedido de portabilidade. Eles também não precisam necessariamente cobrir a oferta de outros bancos, mas podem realizar uma nova avaliação do pedido de portabilidade.

Vale a pena realizar a portabilidade do empréstimo consignado? 

No geral, a portabilidade do empréstimo consignado vale a pena, pois geralmente este tipo de empréstimos são contratos de longo prazo, assim, qualquer redução no valor da acaba compensando muito.  

Além disso, a portabilidade de crédito oferece algumas vantagens para o cliente, como: 

  • O cliente pode optar por qualquer banco; 
  • Juros mais atrativos e menores; 
  • Liberação da margem para empréstimo consignado; 
  • Operação sem custo; 
  • Número de operação ilimitado; 
  • Portabilidade para qualquer valor; 
  • Concentração de dividas para consignados  

Além dessas vantagens, essa operação possibilita a você fazer a portabilidade de empréstimo consignado e então, realizar no novo banco, um refinanciamento que liberará um “crédito extra” referente as parcelas que já aviam sido pagas para a instituição anterior.  

Agora, se você não quer fazer sozinho esse processo todo, na Empresta lhe auxiliamos. É só solicitar uma ligação ou agendar uma visita para a loja Empresta mais próxima a você! 

Posts Relacionados