O que é correspondente bancário?

O que é correspondente bancário?

O correspondente bancário (corban) nada mais é que uma pessoa jurídica – seja um estabelecimento ou indivíduo – que presta serviços às instituições financeiras, atuando como intermediária na relação com os clientes, sem que estes precisem enfrentar, de fato, as filas de bancos.

Para esse representante, o objetivo principal é disponibilizar o acesso ao crédito para a maior parte da população de maneira facilitada, principalmente em lugares com poucas ou nenhuma agência bancária.

Uma imobiliária que ofereça crédito para compra de imóveis ou uma concessionária que faça o mesmo para financiamento de veículos são exemplos de correspondentes bancários, pois oferecem crédito, além do nicho central do negócio. Bancos postais e casas lotéricas também são considerados correspondentes bancários, já que é possível realizar pagamentos, recarregar celulares, abrir uma conta, depositar e sacar dinheiro.

Há ainda os que atuam exclusivamente como correspondentes, sendo esta a principal atividade do negócio. Esse é o caso das lojas de crédito e empréstimos pessoais ou consignados, como a Empresta. Este último é voltado a servidores públicos, aposentados e pensionistas do INSS, militares das forças armadas, entre outros trabalhadores elegíveis para a modalidade, com carteira assinada em empresas conveniadas ao banco credor.

Independentemente do modelo de negócio, o corban é um facilitador no relacionamento entre cliente e banco, desde o auxílio durante o atendimento à dinamização dos processos. O correspondente também pode representar quantos bancos desejar, ampliando a oferta de serviços com taxas mais competitivas. Sendo assim, a praticidade e a variedade são alguns dos principais motivos que levam as pessoas a recorrerem a esse serviço.

Como se tornar um correspondente bancário

Outro fator de peso é a segurança nos processos. Um correspondente bancário deve ser habilitado pelo Banco Central (Bacen) e trabalhar de acordo com as normas do Sistema Financeiro Nacional (SFN), além de ter autorização da instituição bancária para representá-la. Cada uma possui um procedimento próprio para contratação de correspondentes.

De maneira geral, para realizar transações simples, como recebimentos e abertura de contas, basta ceder os documentos e comprovantes exigidos pela instituição financeira e, estando de acordo, o banco comunica a contratação ao Bacen, que realiza análises de cunho fiscal e criminal para então aprovar o cadastro.

Já para os optantes de operações de crédito é exigida a certificação profissional, concedida após a realização do exame técnico em uma instituição reconhecida pelo Banco Central, como Aneps e Febraban. O proprietário da empresa deve possuir certificação e todos os integrantes da equipe que atuem como promotores de crédito também precisam estar cadastrados com certificação de promotores de correspondente e com licença de trabalho atualizada.

É importante ressaltar que, ao optar pelo modelo de franquias de lojas de crédito, não há obrigatoriedade em obter o certificação de correspondente bancário, mas apenas se você optar por abrir uma loja própria, sem vínculo a uma empresa franqueadora. Os promotores, no entanto, ainda precisam de certificação.

Quanto ganha um correspondente bancário

É importante esclarecer que todos os serviços prestados pelo corban são cobrados, mas esse valor não é repassado ao cliente. De acordo com a Resolução 3.954/2011 do Bacen, quem realiza a remuneração do correspondente são as instituições as quais presta serviço de forma comissionada, sendo proibida a cobrança de tarifas adicionais, assim como exigir pagamentos antecipados, o que configura prática ilegal e deve ser denunciada.

Toda transação monetária é realizada diretamente entre a conta do contratante e a instituição credora. O correspondente, como dito anteriormente, é apenas o agente intermediador entre as partes desse processo. As comissões pagas ao corban têm percentual variável de acordo com as políticas de cada banco e com a gestão de riscos das operações realizadas, não havendo uma remuneração fixa ou teto para rendimentos.

Ao escolher trabalhar sozinho como correspondente bancário, é provável que o comissionamento seja proporcional, ou seja, mais baixo que os lucros de uma empresa de crédito, que conta com mais agentes disponíveis e canais de atendimento presencial e online. Ficou interessado? Confira como abrir uma empresa de crédito consignado.

Posts Relacionados